12 maio 2017

Resenha #164: A Court of Wings and Ruin - Sarah J. Maas (Bloomsbury USA)

Título: A Court of Wings and Ruin
Título Original: ---
Autor: Sarah J. Maas
Série: A Court of Thorns and Roses #3
Páginas: 707
Ano: 2017
Editora: Bloomsbury USA
Sinopse*: Feyre retornou à Corte Primaveril, determinada a coletar informações sobre manobras de Tamlin e o rei invasor ameaçando destruir Prythian. Mas, para isso ela deve jogar um jogo mortal de mentiras e um deslize pode significar a ruína não só para Feyre, mas para o mundo dela também.
Enquanto a guerra recai sobre todos eles, Feyre deve decidir em quem confiar entre os deslumbrantes e letais Grão-Senhores - e caçar aliados em lugares inesperados.


ATENÇÃO! Se você não leu os livros e/ou as resenhas anteriores, esta resenha pode conter spoiler

A Court of Wings and Ruin – ou simplesmente ACOWAR (foco no WAR, guerra! Sangue!!!) – é um dos livros que eu mais estava esperando esse ano. Desde aquele fim em Corte de Névoa e Fúria (ACOMAF), queria saber o que essa mulher estava aguardando pra gente. Como podem ver pelo triplo escândalo ali em cima, o babado foi realmente um escândalo.

Feelings desde o final de ACOMAF
Aviso: eu já falei no começo que pode ter spoiler aqui e realmente vai ter. Difícil comentar sobre os acontecimentos aqui sem falar um pouco do que se passou em Corte de Névoa e Fúria. Então, se ainda não leu sugiro fortemente que pule essa resenha.

Mal começou o livro e era tiro para tudo quanto é lado. Assim como em A Conjuring of Light, A Court of Wings and Ruin já começou do gancho que terminou ACOMAF. E eu sabia que os tiros não paravam por aí.

No capítulo nove, descobri que meu objetivo nessa vida terrena é exaltar e espalhar a palava de Feyre Archeron. Feyre, no começo uma humana mortal, foi renascida com poderes de todos os High Lords de Prythian, agora é a High Fucking Lady da Night Court, dona e proprietária de toda a trilogia.

Você não se curva a ninguém.*

Em Corte de Espinhos de Rosas (ACOTAR), temos uma Feyre conhecendo e se adaptando à vida com os feéricos. Em Corte de Névoa e Fúria (ACOMAF), temos uma Feyre tentando superar seus traumas e esquecer tudo o que aconteceu Sob a Montanha, ao mesmo tempo fortalecendo seus poderes. Agora, aqui temos uma Feyre que usa tudo o que aconteceu na sua vida para fazê-la uma pessoa mais forte e determinada a manter a salvo sua Corte e também todo o reino de Prythian. (Apesar de ter uns embutes que realmente mereciam a morte lenta e dolorosa). Como ela mesmo disse para Lucien em certo momento: a garota que eles conheciam morreu nas mãos de Amarantha.


Só sei que eu ficava super angustiada com essa separação e distância entre Feyre e Rhys. A parceria entre eles vai mais além do que o destino preparou. Os dois se completam, se respeitam e, acima de tudo, um não tenta diminuir o outro. Como eu vi em algum lugar na blogosfera, Rhysand é o cara mais feminista que você respeita. Ele tem Feyre igual a ele em todos os sentidos. A parceria entre eles vai muito além do que a ligação que eles têm como parceiros.

Senti sua falta. Cada segundo, cada respiração. Não apenas isso,[...] mas... falar com você. Rir com você. Eu sentia falta de você na minha cama, mas sentia mais falta de você como minha amiga.*

Rhysand ainda possui o papel de melhor personagem da série. Gente, que homem! Não no sentido de envergadura de asa 🌚🌚🌚, mas no sentido de que se existem mais homens como ele nesse mundo, a vida seria perfeita. Como parceiro, ele ouve, aceita e respeita as opiniões e decisões da Feyre; como político, ele se importa não só com seu povo, mas com todos os povos de Prythian e humanos; como amigo e família, ele está disposto a se sacrificar. Rhysand é gente como a gente que sonha com um mundo melhor e acredita que a união não faz só açúcar mas também faz a força.

Algo que eu estava esperando horrores eram por mais cenas do meu ship que eu sabia que não havia shippado errado, Nesta e Cassian. A the monha da Sarah prometeu e cumpriu. A cada interação entre eles, eu pulava de alegria e ficava gritando "SE PEGUEM LOGO PELAMOR!". Porque desde o livro passado eu já shippava Nessian e ficava na esperança de não ser feita de trouxa. Foi bem interessante ver a evolução do relacionamento (não necessariamente amoroso) entre os dois.

Outros dois que achei bem legal e não imaginava que fariam uma boa amizade foram Elain e Azriel. Foi uma boa surpresa. Muito maravilhoso como Azriel ajudou Elain a superar os acontecimentos em Hybern e como ele era o que mais entendia o que ela estava passando. 

Você pertence a todos nós, e nós pertencemos a você.*

Tenho que falar sobre a evolução do meu crush mor Lucien. Realmente, ele me decepcionou bastante no livro passado, mas super compensou aqui. Sempre adorei a amizade entre ele e Feyre e dá pra perceber o quanto ele se arrepende de não ter sido um bom amigo para ela quanto ela foi pra ele. Ele sim merecia uma redenção, não um certo embuste dos infernos que merecia uma morte lenta e horrível.

Amren e Morrigan continuam lindas e divas como sempre. Eu gosto muito das duas e o que elas representam na história: são duas mulheres com um passado não muito favorável a elas, mas que não deixam influenciar na personalidade, na vida e no futuro.

Falando em embustes, a bile do ódio subia toda vez que Tamlin trouxão e a égua da Ianthe apareciam. Nossa, acho que faz tempo que eu não odiava dois personagens como eu odeio esses dois, principalmente a Ianthe. Só sei que todos nós lavamos a alma com o modo com a Feyre se vingou dos dois. Quando Sarah anunciou que teria uma redenção para o Grão-Senhor da Corte Primaveril, muita gente ficou revoltada – euzinha inclusa, claro. Achei bem desnecessário mesmo, mas pelo menos ele comeu o pão que o diabo amassou, pulou e rolou por cima antes dessa tal redenção chegar. Mas que este inferno merecia ter morrido, merecia sim!

Meu objetivo era maior que vingança. Meu propósito maior do que a retribuição pessoal.*

Como falei no começo, desde o início do livro é tiro pra tudo quanto é lado. Ele manteve um ritmo parecido com o anterior, mas ainda assim eu ficava na tensão a cada frase. Eu realmente não sabia o que esperar de nada, mas teve um certo tiro que olha... Deu minha cara a tapa e digo que ninguém – repito NINGUÉM – espera por isso.

No final de ACOMAF, Hybern se preparava para marchar para Prythian. Aqui, temos as duas primeiras partes do livro com essa ameaça pairando na cabeça do lugar e na terceira vemos a guerra acontecer. O pior de tudo não era somente ler sobre as batalhas e ficar com o coração na mão; o pior era ver tudo isso na visão de alguém de fora. Algumas batalhas são narradas por Feyre assistindo de longe e nossa... Batia na alma toda a angústia e o medo que ela sentia pelo seu parceiro e seus amigos lutando.

Aqueles capítulos finais não foram de God, sociedade. A mulher botou pra matar mesmo. Foi uma saraivada de tiro que é um milagre eu estar vivinha aqui pra contar pra vocês. Super imaginei a mulher com uma metralhadora atirando nos peitos de todo mundo. Só sei que deveria ter um selinho de sobrevivência a esse livro.

Porque não é todo dia que se sobrevive a furacão desses
De início, essa série seria uma trilogia, mas a Sarah enlouqueceu e adicionou mais três livros na história e uns dois de colorir. No total, OITO LIVROS. OK, sim é de assustar, mas vamos aos esclarecimentos.

A história iniciada em Corte de Espinhos e Rosas – aka arco da Feyre – realmente termina aqui. Acabou, tudo fechadinho, bonitinho. Os outros três livros anunciados se passarão naquele universo, maaaaas irão focar em outros personagens. Então, pra quem começou a ler e se deparou com uma notícia dessa, não se assuste que a série não vai se tornar um Trono de Vidro da vida.

Toda a série é uma montanha russa de emoção. De repente você está rindo e, na outra frase, está comendo até os dedos. Em menos de um ano, eu devorei toda essa série e acredito que ela circulará pra sempre como uma das melhores fantasias que já li na vida!

Boatos que a Galera Record pretende lançar o livro no segundo semestre. Oremos para não venham com histórias de tomos porque vimos que isso não é algo legal.

Resenhas anteriores
Livro 1 - Corte de Espinhos e Rosas (A Court of Thorns and Roses)
Livro 2 - Corte de Névoa e Fúria (A Court of Mist and Fury)

* Traduções feitas por mim

17 comentários:

  1. Não posso acreditar que você já leu esse livro mulherrrr!! E para quem não sabe ler bulhufas em inglês tem que esperar..
    Acabei de ler o segundo e essa série está muito boa, surpreende a cada capítulo. Me diz que esse terceiro pelo menos não tem tantas páginas?!! Mulher, sofri com esse segundo que não acabava nunca :(
    Essa mulher escreve demais kkkk, mas a escrita é ótima :)

    www.vivendosentimentos.com.br
    CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO SORTEIO do livro O Verão Em Que Salvei O Mundo Em 65 Dias

    ResponderExcluir
  2. Foi a Cida do Moonlight Books que plantou a semente desse livro no meu coração, mas você regou e adubou amiga... Realmente pretendo ler a trilogia e viajar nesse carrossel/montanha russa de emoções porque senti que vale muito a pena.

    E olha, a resenha ficou linda e inspirada, mesmo que vc não tivesse enlouquecido em todas as redes sociais fazendo o livro praticamente piscar em neon na minha frente, por essa resenha linda eu já estaria TOTALMENTE convencida a ir ali devorar a serie toda... Parabéns dona Lu, você fechou com a cara da humanidade!

    ResponderExcluir
  3. Oi lu, sua linda, tudo bem?
    OMG!!!!! O que falar depois dessa resenha??? Já começou com três escândalos, peraí, já começou com a escolha do livro, acredito que um dos mais aguardados da maioria dos leitores. Arrasou!!!! Já vi que irei morrer de amores e principalmente de admiração por Rhysand. Você elogiou tanto ele, que nem o conheço e já quero que ele exista. E depois de dor, com a separação deles. E quanta emoção foi essa que a autora lhe causou??? Que personagens são esses??? Lu, PRECISO URGENTE dessa série!!!! Amei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Suas resenhas são maravilhosas, nunca li nenhum livro de época, mais estou achando as histórias bem interessantes.. Amei sua resenha! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,

    Caramba, adoro suas resenhas.. rsrs
    "ou simplesmente ACOWAR (foco no WAR, guerra! Sangue!!!)" rsrs
    Não li toda a resenha, para evitar spoiler e um dia eu chego lá né amiga, eu tenho o primeiro dessa série, falta comprar o segundo..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu,
    Confesso que não li sua resenha, desculpe!
    Eu ainda não li nenhum livro da série, porém está na minha lista.
    Adoro a temática e as capas são tão lindas, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Da autora por enquanto só li "Tono de Vidro" que adorei!!! Com certeza, vou querer ler essa outra saga dela.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu!! Vc sabe que não sou a fã mais louca de fantasia que existe nessa vida, mas é tão empolgante acompanhar sua leitura que depois da resenha eu tenho certeza que vou curtir a Sarah J. Maas!! Amei <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Lu, tudo bom?
    Vou te falar que passei reto na resenha porque TÔ LENDO ACOWAR NESSE MOMENTO E AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA são muitos feels, não quero nem pensar em como resenhar isso e não quero pegar spoiler por acidente. Mas pela sua nota sei que você passou pelo mesmo que eu tô passando que é venerar esse livro até o fim dos tempos. Sarah J. Maas é dona da minha alma desde 2012 e vai continuar assim para todo o sempre.
    Em breve termino de ler e ai venho aqui surtar direito :P

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não li nada da série, mas quero muito!!! Ai...pelo babadíssimo triplo eu fiquei morrendo de curiosidade. É tao bom quando nosso crush evolui com o passar dos livros, né? Adorei!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  11. Oi! Não li a resenha para evitar spoiler kkkkk pela animação, acho que vale a pena ler. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  12. Olá, Luiza.
    Li a resenha meio por cima porque ainda não li os livros da série. Menina você quase me matou do coração agora. Já estava até desanimada que não ia se trilogia hehe. Mas ainda bem que vai ser igual a Os Instrumentos Mortais que teve o fim na trilogia depois ela inventou mais histórias.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi Lu!

    Mulher que que isso gente??? Se eu já estava curiosa antes, imagina agora? Você não sabe o tamanho da minha felicidade em saber que o livro atingiu suas expectativas! Isso me deixa muito animada, com certeza depois de ler este livro vou ficar ainda mais apaixonada por este série, Sarah ganhou meu coração, já considero um de minhas autoras favoritas *-* não faz nem o mês que li o segundo e já estou morrendo de saudades de todo mundo, quero muito checar essa vingança ai bem de pertinho uhuuu! Amei sua resenha :)

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  14. EU AMO ESTA SÉRIE!!! Lu, não via a hora de ver sua opinião e estou aqui roendo as unhas para ler este livro. Eu fui lendo sua resenha e esperando a hora de ver você falando do Tamlin, dou muitas risadas quando vejo você comentando sobre ele. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu, desde que saiu a resenha que fiquei me coçando para saber sua opinião... e claro que sua empolgação tomou de conta de mim também haha. Eu pulei algumas partes para não pegar spoiler, mas a sua opinião e consideração consegui ler tudinho... espero ter esta mesma sensação que você nesta loucura... Xero!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Queria ser boa o suficiente no inglês pra ler logo esse livro. Imagina uma pessoa que está ansiosíssima desde que terminou ACOMAF e decidiu que aquele era um dos melhores livros já lidos nos seus curtos 16 anos de vida? Sim, eu mesma. Olha, quando eu peguei Uma Corte de Espinhos e Rosas pra ler, achei o livro bem mediano e estava bem indecisa se leria o segundo pelo fato de não conseguir aceitar a ideia de um triângulo amoroso depois de tudo que a Feyre fez pelo Tamlin no primeiro livro (trauma de Trono de Vidro, série que depois de Queen of Shadow, peguei um ódio que me faz querer botar fogo em toda cópia que vejo dessa porcaria). Porém li no impulso e foi a melhor coisa que fiz! Pela sua resenha, imagino que o desfecho seja tão bom quanto o segundo livro da trilogia. Mal posso esperar para tê-lo em mãos! Quando isso acontecer, rezo muito pra que meu coração não seja partido em um milhão de pedacinhos, já que peguei alguns vestígios de spoiler no Pinterest que não me contaram nada específico do livro, mas me deixaram com medo mesmo assim.

    ResponderExcluir
  17. Estou lendo o primeiro livro da série e como me disseram que era um tipo a bela e a fera, claro q p mim o herói do final feliz seria o Tamlim, como estava curiosa, dei uma lida nas últimas pg do 2 livro e fiquei surpresa balão de ver a heroína com OUTRO, mas tb o fato de q ela ( agora) tem até nojo dele!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita e volte sempre!
Deixe seu comentário/opinião; estou muito interessada e ele será respondido assim que possível.
Deixe também seu blog, se tiver, que assim possível farei uma visita :)

Tecnologia do Blogger.